sábado, 15 de janeiro de 2011

Breve estudo sobre Sansão – EBD – classe de adolescentes - Janeiro de 2011

Por: Fabiano Elias Pereira
Introdução

O autor do livro de Juízes é desconhecido. O Talmude atribui o livro de Juízes a Samuel.
O livro de Juízes cobre o período que vai da morte de Josué até a inauguração da monarquia.
A parte principal do livro (3.7 - 16.31) mostra um padrão que se repete na história antiga de Israel - Apostasia/Opressão/Arrependimento/Libertação.
Após a morte de Josué, não tinha em Israel um governo central forte. Era uma confederação de tribos independentes, sem qualquer força unificadora, exceto Deus.
Foram 300 anos de anarquia moral, religiosa e social. Neste tempo Deus levantou 6 juizes para julgar e libertar o seu povo - Otoniel, Eúde, Débora, Gideão, Jefté e o sexto foi Sansão. Sansão deveria julgar Israel por 40 anos, mas julgou apenas 20.

A vida de Sansão ilustra que nem sempre um bom começo é a garantia de um bom fim. O poeta norte-americano Henry Wadswoeth Longgfellow disse que: "A arte de começar é algo formidável, porém mais formidável ainda é a arte de terminar". Por esse motivo, Salomão escreveu: "Melhor é o fim das coisas do que o seu princípio"(Ec 7.8). Sansão teve um começo brilhante, até porque o seu nome significa "ensolarado", mas infelizemente ele terminou mal.

Sansão tinha tudo para dar certo.
Seu nascimento foi precedido pela visita do Anjo do Senhor. (13.3)
Seu nascimento foi o resultado de um milagre, pois sua mãe era estéril. (13.2)
Já no ventre foi consagrado ao Senhor, Ele seria um nazireu. (13.5)
Seus pais eram pessoas piedosa, tementes e que levavam Deus a sério. (13.9) Diz que "Deus ouviu a voz de Manoá e atendeu o seu pedido".
Sansão cresceu em um lar aonde Deus era adorado. (13.8)
Antes de nascer Deus revelou aos pais de Sansão qual seria a missão e o propósito em sua vida (13.5): "Libertar Israel das mãos dos filisteus". Ele cresceu sabendo qual era o propósito do Eterno para a sua vida.

Ele começou sua liderança debaixo da unção do Espírito. (13.25)
A pergunta que se impõe quando estudamos sobre Sansão é: "Por que ele começou tão bem e terminou tão mal?" Como pode um homem começar como príncipe de Deus e terminar como palhaço nas mãos do inimigo?

Sansão, de acordo com a sua descrição na bíblia hebraica, foi um homem nazireu, filho de Manoá, nascido de mãe estéril (Juízes 13:2) e que liderou os hebreus contra os filisteus. Ele era da tribo de Dã. A Bíblia relata que Sansão foi juiz do povo de Israel por vinte anos (Juízes 16:31), aproximadamente de 1177 a.C. a 1157 a.C.
Distinguia-se por ser portador de uma força sobre-humana que, segundo a Bíblia, era-lhe fornecida pelo Espírito do Senhor enquanto se mantivesse obediente ao senhor dos Exércitos. Subjugava facilmente seus inimigos e produzia feitos inalcançáveis por homens comuns, como rasgar um leão novo ao meio, enfrentar um exército inteiro e matar uma multidão de filisteus(depois de descobrir que foi enganado) para pegar suas roupas, pagando uma aposta. (Juízes 14:6; 15:14; 16:23).

De acordo com o texto bíblico, Sansão apaixonou-se por Dalila, a qual o traiu entregando-o aos filisteus, depois de saber sobre o segredo de seus cabelos.
Sansão morreu sacrificando-se para se vingar de seus inimigos, após ter clamado a Deus pela restituição de sua força para um último e definitivo ato. E nesse último ato, matou muitos Filisteus, mais do que já havia matado em toda a sua vida.

1. Sansão era portador de uma força sobre-humana que, segundo a Bíblia, era-lhe fornecida pelo Espírito do Senhor enquanto se mantivesse obediente ao senhor dos Exércitos.

Mas o que significa NAZIREU?
A palavra nazireu significa consagrado. De acordo com o livro de Números (6.1-7), três coisas eram proibidas ao nazireu: comer e/ou beber qualquer produto procedente da uva, cortar os cabelos e tocar em cadáveres.
Este nome designa uma pessoa consagrada e dedicada totalmente ao Senhor.
Esta consagração poderia durar um período de tempo ou toda a vida. No caso de Sansão, o seu estado de nazireu era um chamamento, uma vocação desde antes do seu nascimento e para toda a vida.
Não foi por opção, mas sim pela graça de Deus que Sansão foi separado para O servir.

O seu voto era de uma consagração total, para toda a vida, como lemos em Juíses 13:5: “... porque o menino será nazireu de Deus desde o ventre...”
Sansão veio ao mundo com um propósito muito especial. Iniciar o livramento do povo de Israel das mãos dos filisteus. (Juíses 13:5).

• O nazireu não podia comer ou beber qualquer produto procedente da uva:
Na Palavra de Deus, o vinho simboliza a alegria e o prazer. Esta é a razão por que um nazireu não bebia vinho: para mostrar que o seu maior prazer e deleite era a pessoa do Senhor. Um nazireu renunciava todo o prazer e deleite carnal, a fim de consagrar-se inteiramente ao Senhor. Do mesmo modo, a nossa consagração perde o sentido se não estiver baseada no amor e no prazer de andar em sua presença.
Não podemos nos envolver e iludir com a alegria passageira que o mundo oferece; nosso prazer não está nas coisas deste mundo, não está no amor humano, não está no sexo ou nas drogas. O que verdadeiramente nos satisfaz é poder estar na presença do Senhor gerando um sorriso nos Seus lábios.

• O nazireu não podia cortar os cabelos:
O cabelo do nazireu era um sinal notório de sua chamada. O cabelo comprido do nazireu era o sinal mais evidente de sua consagração, porque expressava sua submissão e obediência. A nossa consagração ao Senhor sempre envolverá a disposição para sofrermos afrontas e zombaria e nos submetermos completamente a Deus. O apóstolo Paulo, discorrendo sobre o uso do cabelo comprido, esclareceu: “para o homem, é vergonhoso ter o cabelo comprido; mas, para a mulher, é um sinal de submissão” (Co 11.10,14).
Os crentes (cristãos/evangélicos) têm atitudes exterrnas que mostram que são diferentes, santos. São diferentes no seu modo de falar, de se vestir, de agir, de se relacionar com outras pessoas. O adolescente tem que se encontrar nesse contexto, encontrar quem realmente ele é, tem que deixar as coisas de adolescentes desse mundo para traz e viver uma vida com atitudes e condutas de adolescentes cristãos, mesmo que isso implique em ser menos popular entre a galerinha. Quem está disposto a pagar esse preço? Sabemos que Cristo pagou um alto preço por nós na cruz, estamos dispostos a pagar um preço por Ele?

• O nazireu não podia tocar em cadáveres:
Ser consagrado ao Senhor é mais que rejeitar o pecado, ou a carne. Ser consagrado ao Senhor é rejeitar tudo o que estiver impregnado pela morte. No mundo espiritual, temos três inimigos e cada um deles opõe-se a uma pessoa da Divindade. O diabo se opõe a Cristo (Mt. 4:1-10), a carne faz guerra contra o Espírito (Gl 5:17) e o mundo se opõe ao Pai (I Jo 2.15-17). O mundo e tudo o que nele há, é morte diante de Deus.
A morte fala de separação. E a Bíblia nos diz que o salário do pecado é a morte. Não podemos nos contaminar com o mundo e o pecado que existe nele. Não se deixe influenciar por pessoas que vivem em pecado, por mais próximas e influentes que estas pareçam ser. Ou seja, não nos contaminamos com o pecado nem mesmo que seja por causa dos nossos pais. Temos tristes exemplos disso quando vemos jovens cristãos bebendo, fazendo coisas contrarias a palavra de Deus, por exemplo, só porque estão com seus pais em uma ocasião em que estão reunidos. Abrem mão de sua santidade por alguns momentos para tentar agradar a família, ou aos amigos quem sabe... A palavra de Deus nos diz: “Importa agradar a Deus e não aos homens!”

Sansão, o Nazireu que Mais Abusou da Graça de Deus:
Os erros de Sansão:
Sansão gostava de passear entre as vinhas. Mesmo sabendo, como nazireu, não lhe era permitido comer uvas, ele sempre dava um jeito de passar perto dos parreirais. Nós também apesar de não podermos passar pelo parreiral do mundo gostamos do cheiro delas. Ser consagrado ao Senhor é mais que rejeitar o pecado, ou a carne. Ser consagrado ao Senhor é rejeitar tudo o que estiver impregnado pela morte.
Juíses 14-5,8: Vamos tentar entender um pouco mais essa história:
Sansão havia enfrentado um forte filhote de leão, que pode vencê-lo pela nobre presença do Espírito Santo. Sansão venceu a este animal, rasgando-o do alto a baixo como se fosse um cabrito. (v. 5-6);
E isto se sucedeu no caminho a Timna (localiza-se ao norte de Judá), porém eu sua volta pelo mesmo percurso, se deparou com um enxame de abelhas dentro do cadáver do leão. (v 8-9);
Sansão deveria ter continuado a sua jornada, porém aproximou-se do animal morto, sendo nazireu ele nem poderia aproximar-se daquele animal morto. Ler: Nm 6- 6,9; fala sobre a lei do nazireado. Sansão quebrou o pacto da aliança com Deus.

O diabo maquia opecado. Aonde é que poderíamos enxergar um favo de mel, num corpo de animal morto? Sem dúvida alguma isto é impossível.
O diabo faz o homem enxergar a grandeza do pecado, e fará de tudo para tentar desviar o homem do verdadeiro caminho, até se fazendo por anjo de luz. (2co 11.14)
“Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar (I Pedro 5-8)”; como por exemplo, a indústria do cigarro/bebida; assim é o diabo, ele não pode tocar em você, mas usará pessoas, situações, vícios, o passado, para que lhe possa atingir. Contudo, o Senhor nos deu poder para pisarmos serpentes, e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada nos fará dano algum. (Lucas 10-19)
Juíses 14-1,3: Sansão começa a fazer escolhas erradas:
viu uma moça filistéia, em Timna, e se apaixonou por ela. Sua maior fraqueza ficava evidente: gostava de mulheres bonitas. Apaixonou-se tão loucamente pela moça de Timna, que, praticamente, perdeu o juízo.
Sempre que colocamos o prazer acima dos valores, estamos procurando confusão. É só uma questão de tempo para que o desastre aconteça. O egoísmo, a lascívia e o orgulho de Sansão o arruinariam.
Mesmo sem a aprovação de seus pais, Sansão se casa com uma incrédula. Foi o primeiro passo em direção à queda. Sansão continuava a não encarar as suas fraquezas.
Na festa do seu casamento, Sansão proporá aos filisteus, parentes de sua esposa, um enigma, uma adivinhação. (Jz 14. 12,14). Este enigma tornou-se uma espécie de adivinhação, justamente porque ninguem tinha como descobrir a resposta certa, ou seja, contrariando a palavra de Deus. (Dt 18-10,12). A esposa chorou diante dele os sete dias em que celebravam as bodas; secedeu, pois, que, ao sétimo dia, lhe declarou, porquanto o importunava, então ela declarou o enigma aos filhos do seu povo.

Reparem bem: O diabo estava sim por detrás desse negócio, os filisteu então acertaram o enigma, Sansão com bastante raiva irá a uma aldeia vizinha próxima e matará pessoas inocentes ali, saqueando os despojos, pagando as dívidas contraídas pela aposta com os filisteus. Observe como ele está totalmente desviado; em total escuridão.
Depois de um certo tempo, Sansão foi a Gasa, e viu ali uma prostituta, e coabitou com ela (jz16-1).
E para fechar o caichão: “Depois disto, aconteceu que se afeiçoou a uma mulher do vale de Soreque, a qual se chamava Dalila” (Jz 16 4). E Sansão mais uma vez brincou com o pecado, flertou com o pecado. Dalila se pos a perguntar qual era o segredo de sua força, isso, porque os principes filisteus lhe ofereceram dinheiro para isso. Brincar com o pecado é perigoso.
Dalila representa tudo aquilo que quer te tirar dos propósitos de Deus.Quando o foco de sua vida passa a ser outra coisa além de Deus, o inimigo começa a tramar a sua ruína. Você sai do foco de Deus e começa a esquecer que você é na verdade providência de Deus e passa a ser atraído pelo mundo.
Dalila apenas estava enganando Sansão. O mundo quer apenas tirar você da presença de Deus.A aliança de Sansão com Dalila representa a aliança do homem com o pecado, e o pecado por sua vez têm uma aliança com o inferno.Sansão deixa a presença de Deus mas sem se dar conta, pois estava mais preocupado com seu relacionamento com Dalila.Continuou em seu pecado não tendo consciência do erro que tinha cometido.Deus havia chamado Sansão para um propósito excelente, mais ele acabou fazendo outra escolha.Deus nos criou para termos uma vida de sucesso, uma vida de comunhão com Ele, mas acabamos fazendo nossas próprias escolhas e saindo do foco e da visão de Deus para nós através do pecado.Sansão perdeu a presença de Deus. Perdeu sua força, pois foi enganado por Dalila. O inimigo conseguiu executar a sua ruína.
As seis conseqüências de uma pessoa que não tem mais, a presença do Espírito Santo de Deus:

1. O diabo pega a Pessoa e a domina;
2. Os Olhos espirituais são arrancados, completa escuridão;
3. Satanás o faz o homem descer, o homem vai descer mais ainda;
4. O homem não tem mais liberdade;
5. Ele está moendo e está sendo moído, trabalhando como um boi ao moer as sementes, para a pessoa sem o Espírito Santo de Deus acontece o mesmo;
6. No Cárcere só há pessoas derrotadas;

- Ou seja, o cumprimento da Palavra que fora escrita por Paulo aos Romanos, gerando sim a morte espiritual: “Porque o salário do pecado é a morte (Rm 6: 23a);”

- Porém, ainda há uma saída para você que se encontra numa situação complicada, sofrendo;

- A Palavra de Deus diz que: o cabelo de Sansão voltou a crescer; E assim é a graça de Deus para conosco;

“E o cabelo da sua cabeça lhe começou a crescer, como quando foi rapado (Jz 16: 22);”

Conclusão:
Como Sansão, muitos crentes hoje brincam com o pecado, não valorizam a graça de Deus em suas vidas. Como sansão, estão longe de uma vida consagrada, estão sempre desejando estar em lugares que não convêm, não lêem a Bíblia, não oram e não freqüentam a igreja para buscar uma comunhão e conhecimento de Deus. É preciso despertar e entender que, para seguir a Jesus temos que abrir mão de muitas coisas, coisas legais aos olhos, coisas bonitas e atraentes, pois o diabo só coloca para você aquilo que é bonito, o diabo nunca vai te dar uma coisa ou algo que você não goste, ele quer chamar sua atenção, e vai te dar aquilo que você quer, e te enganar assim como enganou a Sansão.
Seja forte! O mundo e sua “alegria” é passageiro, mas, o Reino de Deus é eterno!
Graça e paz!

Fabiano E Pereira
Fabiano.ep@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário